O mel é o produto da simbiose perfeita entre a abelha e a flor. A seguir elencamos algumas das suas variedades:

Mel Silvestre

Sua composição ocorre por uma gama de plantas e flores. Em determinadas produções, se consegue identificar a flor predominante. Produzido na florada de novembro.

Mel de Laranjeira

Coloração clara, sabor leve com toque cítrico. Produzido na florada de setembro.

Mel de Assa-Peixe (ou Cambará)

A exemplo do mel de laranjeira, seu gosto é suave. Difícil de ser encontrado em decorrência das oscilações climáticas. Produzido na florada de agosto.

Mel de Eucalipto

Coloração mais escura (devido à quantidade de ferro em sua composição), sabor mais intenso e refrescante. Produzido na florada de fevereiro.

Geleia Real

Alto teor de nutrientes, muito utilizada com iogurte, saladas de fruta e smoothies.

Própolis

Desde o Antigo Egito é estudado em decorrência da gama de propriedades e por seus efeitos: cicatrizante, anti-inflamatório, antiviral, antioxidante, antibacteriano, etc.

Pólen

Assim como a Geleia Real o Pólen possui alto teor de nutrientes e se apresenta como alimento funcional completo.

Super Composto

Preparado com mel, própolis, romã, guaco e agrião. Indicado para combater aos catarros pulmonares crônicos, enfisemas pulmonares, tosse, bronquite, gripes, efeitos da nicotina. Usado como  descongestionamento  natural.

Hidromel

O hidromel é fermentado do mel, assim como, o vinho é fermentado da uva, o saque é fermentado do arroz e a cidra é fermentado de maças. O hidromel é uma bebida alcoólica, leve e saborosa, resultado da transformação dos açúcares do mel em álcool, seus principais ingredientes são o mel e a água. Indicado para consumir em temperatura entre 4ºC e 10ºC. Na Grécia Antiga era conhecida como o “Néctar dos Deuses”, muito apreciada também pelos celtas, vikings, saxões e romanos, como fonte de inspiração para os grandes questionamentos.