10+1 coisas que precisa saber sobre o mel:

O mel é um rico alimento para o fortalecimento da imunidade, estimula a produção de serotonina (90% é produzida no intestino), neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar e prazer. Assim, além de manter a integridade intestinal, o mel baixa o nível de estresse e combate a depressão, contribuindo com o relaxamento e melhora do sono.

O mel puro cristaliza. Para evitar que o mel cristalize, guarde-o fora da geladeira. Caso esteja cristalizado e não quiser consumi-lo assim, coloque-o em banho-maria ou no sol, a uma temperatura que não ultrapasse 45ºC. Não o leve ao micro-ondas, para que não perca suas propriedades.

A quantidade recomendável para o consumo diário é de 25g (uma colher de sopa). O ideal é combinar e associar com outros alimentos, principalmente na refeição matinal.

Mel e Aveia são um par perfeito, assim como o café com leite e o arroz com feijão. Mel e aveia, agregam em sua combinação, antioxidantes, fibras, vitaminas C, E e A, sais minerais como ferro, cálcio, magnésio e potássio. No café da manhã, adicionado a uma banana, terá uma rica alimentação para começar o dia e/ou no meio da tarde para aplacar uma possível tentação para fugir da dieta.

É importante ficar atento à procedência do mel, verificando se no rótulo, tem informações como o responsável pela produção e selos SIF (Serviço de Inspeção Federal); SIM (Serviço de Inspeção Municipal) ou Arte (o “Selo Arte” é uma iniciativa federal para beneficiar os produtores artesanais). Todos estes selos normatizam e autorizam a produção e comercialização de alimento de origem animal.

Quais são os testes rápidos para saber se o mel é puro? 1) Coloque uma colher de chá de mel num pires com pouca água e faça movimentos circulares. Se o mel for puro, não irá se misturar totalmente com a água e apresentará o desenho no formato de “favo”; 2) Coloque um pouquinho de mel na geladeira. Se cristalizar é puro; 3) Coloque um pouco de mel no seu dedo. Se ele se espalhar imediatamente, não é puro.

O mel é um eficaz substituto para o açúcar refinado. Enaltece o sabor das receitas como bolos, tortas, biscoitos, etc. Também combina com pratos salgados, em  composições como: costela, frango e e alguns legumes assados.

O mel não deve ser consumido por crianças menores de um ano e não é recomendado para menores de três anos. Nestes casos o sistema gastrointestinal não está totalmente desenvolvido.

A colheita do mel é feita apenas uma vez por ano, como forma de equilibrar a subsistência das abelhas. A variedade do mel depende das floradas de cada região.

Dadas as características do mel puro, seus componentes inibem a proliferação dos micróbios que poderiam causar a sua deterioração, sendo assim, é o alimento recordista em durabilidade. Entretanto, de acordo com as exigências do Ministério da Agricultura, sua validade é de dois anos a partir do envasamento.

A expressão “Lua de Mel” vem dos povos antigos, como os nórdicos, babilônios e romanos, quando os recém casados tinham o costume de tomar uma bebida derivada do mel, o Hidromel, durante a primeira lua cheia ou a mais próxima do casamento, com o propósito de proporcionar fertilidade para conceber filhos saudáveis.